19 de Dezembro de 2014

Prefeitura Municipal de Camaquã | Pontos Turísticos

Pontos Turísticos

Você está: O Município > Pontos Turísticos

Viaje pela história do RS. Visite Camaquã

Camaquã, cidade pólo da região centro-sul do Rio Grande do Sul, está localizada junto a BR116, à margem direita da Lagoa dos Patos e a margem esquerda do Rio Camaquã, distante 127 km de Porto Alegre, 125 km de Pelotas e 180 Km do superporto de Rio Grande, na rota do Mercosul.

Com uma área de 1683.20 km, o município possui 60.368 habitantes, sendo 47.059 na zona urbana e 13.309 na zona rural, onde encontram-se sete distritos. Sua população é oriunda especialmente de colonizadores portugueses, alemães e poloneses. O clima é temperado com temperaturas médias de 13°C no inverno e 22°C no verão, com duas áreas topográficas distintas: as planícies (várzeas) ao sul, e a região serrana ao norte, onde destaca-se a imponente Serra do Erval.

A região onde atualmente localiza-se Camaquã, é conhecida desde os tempos coloniais de 1714. a origem do povoamento remonta a 1763, quando casais açorianos dirigem-se para o sul, fundando fazendas e charqueadas. Sua história no entanto, tem início em 1815, com a criação da Capela Curada de São João Batista, em terreno doado por Joaquim Gonçalves da Silva, pai do Gal. Bento Gonçalves. O povoado se desenvolveu às margens do Arroio Duro, e em 1854 foi elevado à categoria de Freguesia. Através da Lei Provincial n° 569 de 19 de abril de 1864, era criado o município de São João Batista de Camaquã.

Com uma economia baseada na produção agropecuária, Camaquã tem na orizicultura sua principal fonte de renda, sendo considerada a Capital Nacional do Arroz Parboilizado. O fumo, a soja e o milho são outras importantes culturas. A indústria com destaque para o beneficiamento de arroz, o comércio atuante e diversificado, o extrativismo em pequena proporção, a prestação de serviços, e o turismo que começa a desenvolver-se, colocam Camaquã em 36° lugar no ranking estadual. Faculdades com vários cursos, escolas em todos os níveis, hospital moderno, hotéis e pousadas, telefonia celular e digital, energia avançada e amplo distrito industrial, aliados a grandes eventos anuais, importantes pontos turísticos e um povo acolhedor, são atrativos suficientes para que você venha conhecer Camaquã, terra do turismo histórico e ecológico.
 
Fonte: Núcleo de Pesquisas Históricas de Camaquã.

Barragem do Arroio Duro

Reservatório artificial de água, cercado por mata nativa e floresta de pinos. Funciona diariamente a partir das 8h. Informações fone: (51) 3671-4433 ramal 46.
O local possui churrasqueiras, amplo espaço de área verde com pracinha de brinquedos e possibilita a pesca sem redes e tarrafas.

  

Localização
Est. de acesso à V. Aurora a 7km da zona urb. a SE

Casa do Artesão

Fundada em 11 de novembro de 1997, a Associação de Artesãos de Camaquã está localizada no Quiosque Municipal da Praça Zeca Netto. A Casa do Artesão oferece trabalhos em madeira, cerâmica, linhas, grampada, macramê, frivoletê, crochê, couro, palha, pinturas em tela, porcelana entre outros.
 
Horário de atendimento:
De segunda a sexta: das 8h30min às 11h30min e das 13h30min às 17h30min
Sábados e domingos: das 14h às 17h30min
Fone 3692-2356


Localização
Praça Zeca Netto - Rua Osvaldo Souza Gomes, 105

Casa do Poeta Camaqüense

Criada em 31 de março de 1989 é a única do Brasil localizada em uma praça, a Praça Sylvio Luiz, no Largo da Matriz abriga a entidade.


Localização
Praça Sylvio Luiz

Cine Teatro Coliseu

O  antigo cinema Coliseu surgiu em 1914 por iniciativa de José Bukawski e funcionou até a sua morte em 1944. Em 1981 foi adquirido pela Prefeitura Municipal e em 22 de outubro de 1987 foi totalmente restaurado e reinaugurado. Atualmente, com uma capacidade de 220 lugares o Coliseu é palco de peças teatrais, seminários e festivais e o Teatro é cedido para a comunidade para formaturas, seminários, palestras, debates e outras atividades, sendo dirigido pela Secretaria Municipal da Cultura, órgão da Prefeitura Municipal de Camaquã.
Visitação das 8h30min às 11h30min e das 13h30min às 17h30min. Possui exibição de Cinema Digital às quintas-feiras. Informações: 3692-2008.

Fonte: Núcleo de Pesquisas Históricas de Camaquã
 

Localização
Rua Duque de Caxias, 190

Forte Zeca Netto

Sua construção foi iniciada, possivelmente, no ano de 1903 e concluída em 1904, dotada de todo o conforto desejado para a época quando Camaquã deveria contar com menos de 150 prédios.

Por seu inigualável valor histórico o espaço foi adquirido pela prefeitura em 1991, e no ano seguinte tombado como Patrimônio Público Cultural do Estado do Rio Grande do Sul em 09 de julho de 1992. Em 1996, completamente restaurado o Forte Zeca Netto é entregue à comunidade. Serviu de residência ao legendário General José Antônio Netto – o Zeca Netto, líder das lutas entre libertadores e chimangos nas revoluções de 1893 e 1923.    

No local, funcionam a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, a Biblioteca Oswaldo Lessa da Rosa, o Memorial Zeca Netto, o Museu Divino Alziro Beckel, a Biblioteca “Rio Grande do Sul - Pedaço do Mundo”, acervo particular do escritor Barbosa Lessa, o Memorial da 16ª Região Tradicionalista e a Fundação Barbosa Lessa.

Horário de visitação: Terça a sexta-feira das 8h30min às 11h30min e das 13h30min às 17h30min Fins de semana e feriados das 8h às 18h com agendamento prévio

Agendamento: As escolas ou visitantes interessados em visitar o Museu deverão marcar o dia e a hora pelo telefone 3671-5288.
 

Localização

Rua Zeca Netto,20
 

Igreja Matriz São João Batista

Prédio de estilo eclético com elementos neoclássicos.  Está localizado frente a Praça Coronel Sylvio Luiz, antes, Quinze de Novembro. A Paróquia de São João Batista chegou aos 150 anos, alicerçada em uma história, que se confunde com a própria origem do município.  Ali, onde se encontra a Igreja Matriz, era o coração da cidade.  Naquele espaço os principais prédios históricos de Camaquã se entrelaçam, perfazendo o retrato de um passado glorioso.  Ali se forjou a virtude de nossa gente sob a égide do padroeiro.
 
Ela integra o conjunto arquitetônico da Praça Cel. Sylvio Luiz Pereira da Silva, não apenas pelo estilo, senão pelo conjunto, que tem a “cara de Camaquã” do início do século XX.

O Túmulo do Padre Luiz Walter Hanquet (1901/1963) está situado no flanco direito da Igreja São João Batista e à esquerda de quem contempla sua fachada.  Por ora ele deve permanecer ali, até que se consiga melhor lugar, onde os camaqüenses possam meditar sobre sua liderança carismática e atuação benemérita na comunidade, aliás, ele foi ali colocado de propósito, frente às vistas da população para que jamais seja esquecida uma vida dedicada ao progresso e felicidade de um povo. Nascido em Hamburgo, na Alemanha, o religioso foi nomeado pároco de Camaquã em 1929, tendo sido o grande idealizador da Escola Normal São João Batista e do Colégio Marista São José.
 
Horário: das 8h às 11h e das 14h às 18h de segunda a sexta-feira Telefone: 3671-4616
 
Fonte: Núcleo de Pesquisas Históricas de Camaquã

Localização
Rua João Oliveira s/nº
 

Museu Municipal Divino Alziro Beckel

Localizado junto ao prédio-sede da Secretaria Municipal de Cultura (Forte Zeca Netto, na rua Zeca Netto, nº 20), o espaço coloca à disposição do público centenas de peças raríssimas que mostram muito da história do município, especialmente em momentos de revolução. Criado em 3 de abril de 1979, o acervo municipal ganhou a denominação de Museu Divino Alziro Beckel em 18 de maio de 1987, em homenagem ao jornalista, pesquisador e historiador Divino Alziro Beckel (1913-1986).

Divino, além de criador e diretor do museu, foi membro-fundador da Acic (Associação Comercial e Industrial de Camaquã) e fundador do jornal “O Camaquã”.O Museu possui um acervo com mais de 800 peças, que vão desde moedas, armas e aparelhos antigos até livros e documentos de época.

Entre os objetos mais antigos estão a réplica de um violino Stradivarius, de 1719, e uma espada da primeira metade do século XIX, usada por Bento Gonçalves Filho. Faz parte também do Museu, o Memorial Zeca Netto em homenagem ao general e primeiro prefeito, nomeado em 1930. Na mostra, objetos pessoais do General Zeca Netto, como lenços, relhos, móveis e até um rádio.

No local ainda funciona a biblioteca pública municipal Oswaldo Lessa da Rosa, criada em 18 de agosto de 1960. A Biblioteca Pública possui um acervo de aproximadamente 10 mil livros, sobre os mais variados assuntos. Lá, também se encontra a Biblioteca Barbosa Lessa, que contém o acervo literário do saudoso escritor Barbosa Lessa, doado para o município. São 2166 volumes e aproximadamente 150 pastas com os mais diversos temas, fruto de 60 anos de pesquisa do autor.

 
Localização
Forte Zeca Netto - R. Zeca Netto, 2

Praça da Cruz

Esta é a mais antiga Praça de Camaquã. Localizada no alto de um morro próximo à sede da Corsan, neste local as rezadeiras se reuniam antigamente para orar.


Praça Donário Lopes

A Praça Donário Lopes, localizada no Centro da cidade, possui uma ampla área verde, com árvores que dão abrigo e alimento a diversas espécies de pássaros. No Natal, o comércio e as entidades se reúnem e por ocasião do Natal na Praça ornamentam o local com motivos natalinos e luzes de todas as cores.


Localização
Centro

Praça Sylvio Luiz

Esta Praça compõe com os demais prédios no local o Centro Histórico de Camaquã. No local muitas construções guardam traços da arquitetura de quando o município foi fundado.

Localização
Largo da Matriz - Rua Duque de Caxias s/n
 

Praça Zeca Netto

Esta importante Praça é palco de diversos eventos durante o ano, um dos mais importantes é a Semana da Pátria. No local está localizada a Pira da Pátria com mais de dez metros de altura.


Localização
Entre a Av. Olavo Moraes e a Rua Mal. Floriano
 

Prainha

O Complexo Esportivo Rui Castro Neto, também chamado de Prainha, atrai centenas de camaqüenses que buscam o contato com a natureza e os esportes. Com ampla área para atividades esportivas e caminhadas, quadras de vôlei e futebol de areia, parquinho e tudo isso com uma bela vista da lagoa e da mata nativa. No dia 24 de junho, é realizada ali uma das maiores festas do município a homenagem a São João, padroeiro do Município. Com uma fogueira de 30 metros acesa dentro da água a atração encanta turistas vindos de todo o estado.


Localização
Final na Rua Zeca Netto
 

Prédio da Câmara de Vereadores

Os prédios nos quais se localizam a Assessoria da Câmara de Vereadores e a Câmara de Vereadores. Em 1912, o prédio da atual Câmara de Vereadores abrigava a Prefeitura Municipal. No local funciona o Memorial da Câmara. Rua João de Oliveira, 147 - Fone: 671-4197 - Horário: 13h30min às 18h de segunda a sexta-feira.


Localização
Avenida Olvao Moraes, prox. Igreja Matriz
 

Sinaleira

Localização
No cruzamento da Olavo Moraes com a Pres Vargas

 

Sítio Água Grande - Fundação Barbosa Lessa

 Um local que reúne atrativos históricos, culturais e ecológicos. Assim é a Fundação Barbosa Lessa. Fundada em 2005, além de preservar a obra e a memória do escritor e historiador Luis Carlos Barbosa Lessa, a Fundação tem por objetivo conservar a beleza natural e ecológica do Sítio Água Grande, na Santa Auta, onde no ano de 2003 foi acesa a Chama Crioula Oficial do Estado do RS.

O sítio, encravado na serra do Herval está localizado a 30Km do centro de Camaquã, na Santa Auta - 5º distrito, e é aberto à visitação. Entre os principais atrativos estão a cascata com 30 metros de queda, além de outras pequenas cachoeiras bem como a casa onde residiu o idealizador do tradicionalismo. Há ainda uma biblioteca em meio à mata nativa e objetos pessoais e livros do autor. O turista pode conhecer também no passeio alguns engenhos e utensílios típicos gaúchos como um carijo para produção artesanal de erva-mate. O guia acompanha os visitantes em trilhas ecológicas numa área de 15 hectares, onde até uma aldeia indígena pode ser visitada.

A atual presidente da Fundação Barbosa Lessa, Marla Lessa da Rosa Crespo, considera o local um dos mais belos do município. Ela explica que não é necessário agendamento para visitação, apenas no caso de excursão ou acampamento. No local vendem-se apenas bebidas e produtos artesanais, mas mediante agendamento pode ser servido café ou almoço. Com fauna e flora exuberantes, estes são alguns dos atrativos desta reserva ecológica, embora o maior deles seja a magia de partilhar da simplicidade em que vivia o escritor Barbosa Lessa.


Sítio Água Grande
Fundação Barbosa Lessa - Presidente Álvaro Santestevan
Horário de visitação:  das 8h às 20h (no verão), e nas demais estações das 8h às 18h
 
Agendamentos com Edinei (caseiro)
fone: 9680-0915

Valor da entrada: R$ 5,00 (crianças até 7 anos não pagam)
Estudantes: R$ 3,00
Acampamentos: consultar

 
site: www.fundacaobarbosalessa.com.br