16 de Dezembro de 2018

Prefeitura Municipal de Camaquã | Noticias

Notícias

Você está: Notícias > Detalhe

Governo municipal decreta luto oficial pela morte do ex-prefeito Amarílio Borges Moreira

Postado em 19 de Setembro de 2014

Faleceu na tarde desta quinta-feira (18), o ex-prefeito de Camaquã Amarílio Borges Moreira (na foto com a filha Cynthia). Internado desde o dia 30 de agosto, no Instituto de Cardiologia, em Porto Alegre, ele não resistiu a complicações decorrentes de uma insuficiência cardíaca. Ele tinha 83 anos.

Amarílio deixa a viúva Ilza e cinco filhos: Thiago; Thérbio, Thorbes, Cynthia e Imara. Seu corpo está sendo velado no Crematório Metropolitano, onde também ocorrerá o ato de cremação, a partir das 20h. Em virtude do falecimento, o prefeito João Carlos Machado decretou, na manhã desta sexta (19), luto oficial por três dias no município.    

Amarílio também foi vereador de Camaquã (1961-1964) e deputado estadual, cumprindo dois mandados pelo MDB, atual PMDB (1971-1974; 1975-1979), após ter concluído sua gestão na prefeitura (1964 -1968). Eleito vice-prefeito pelo PTB, no final de 1963, ele assumiu o Poder Executivo em março de 1964, logo após o prefeito Hilson Scherer Dias (1925-2014) ter seus direitos políticos cassados pelo regime ditatorial, que começava a vigorar.  

Advogado, amigo e ex-correligionário de Amarílio, Ênio Gutheil se empolga ao falar da gestão do trabalhista: “Ele abriu Camaquã”, diz, se referindo a ampliação e o começo das obras de calçamento da Avenida Loureiro da Silva. “Se chovia, quem estava na cidade não saia e quem queria entrar não conseguia”, lembra o advogado, que também foi vereador da cidade, ao recordar do atoleiro em que se transformada a então estrada que dava acesso ao centro. A atual ponte do Arroio Duro, que liga os bairros Jardim e Viegas ao Centro também foi construída no seu mandato.

Natural de Alegrete, Amarílio morou na infância em Encruzilhada do Sul. Formado em arquitetura pela UFRGS, veio atuar profissionalmente em Camaquã. Entre seus colegas de curso na faculdade,  esteve Jaime Lerner, mais tarde eleito prefeito de Curitiba e governador do Paraná. Amigo de Amarílio, Lerner, hoje referência mundial de urbanismo, ajudou a fazer o primeiro Plano Diretor de Camaquã.

 Veja o Decreto assinado pelo Prefeito de Camaquã

DECRETO Nº 17.779, DE 19 DE SETEMBRO DE 2014.

 Declara luto oficial no município.

JOÃO CARLOS FAGUNDES MACHADO, Prefeito Municipal de Camaquã, no uso de suas atribuições legais e; Considerando os serviços inestimáveis prestados ao Município e a coletividade Camaquense como Prefeito Municipal;

 Considerando enfim, os relevantes serviços prestados à causa pública;

 

D E C R E T A:

 

Art. 1º Fica declarado luto oficial de 03 (três) dias, no Município de Camaquã em decorrência do falecimento de AMARÍLIO BORGES MOREIRA, em homenagem aos relevantes serviços prestados ao Município como político eminente com dedicação exemplar à causa pública.

 

Art. 2º Este Decreto entra em vigor nesta data.

 

GABINETE DO PREFEITO DE CAMAQUÃ, 19 de setembro de 2014.

 

 

 

João Carlos Fagundes Machado,

Prefeito de Camaquã.

registre-se  e  publique-se:

 

 

 

Elizete Rocke Peters

Secretária da Administração.