Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Camaquã - RS
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Twitter
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
OUT
24
24 OUT 2022
CULTURA
Boas histórias e arte marcam o encerramento da 41ª Feira do Livro de Camaquã
enviar para um amigo
receba notícias
Diversas atrações levaram um grande público a Praça Donário Lopes.

A 41ª Feira do Livro de Camaquã que ocorreu na Praça Donário Lopes se encerrou no último domingo (23). A Feira teve como tema o “Centenário da Semana de Arte Moderna de 1922”, com o lema “Arte, Cultura e Literatura em movimento”. Na edição deste ano, a Feira teve como patrono o artista plástico camaquense José Luiz Guimarães Braga, popularmente conhecido como “Caiaque”.

Durante toda a feira, Caiaque fez uma releitura da obra “Abaporu” de Tarsila do Amaral. Releituras também foram feitas por colegas do patrono, como Selismar Tavares que pintou a obra “O Flautista” de Cândido Portinari e Sandro Braga que produziu a releitura da obra de Di Cavalcanti “A mulher e o Pássaro”.

Foram diversas atrações que ocorreram nos quatro dias de feira que contou com lançamentos literários, apresentações artísticas e musicais, bem como com a participação de artistas circenses.

A Feira contou com a participação de 10 livrarias, mais a participação da CAPOCAM e da Biblioteca Pública municipal Oswaldo Lessa da Rosa. Durante o fim de semana o público compareceu em grande número, o que elevou as vendas de livros, satisfazendo positivamente os livreiros participantes.

O Secretário Clayton Dworzecki destacou a importância do tema deste ano, que fez referência ao Centenário da Semana de Arte Moderna. “Estamos muito felizes e satisfeitos com a Feira do Livro de Camaquã, foi um sucesso, com uma participação significativa de alunos das escolas e crianças, uma feira que falou muito sobre estimular o hábito da leitura para as futuras gerações. E o tema que escolhemos para este ano foi altamente relevante, a Semana de Arte Moderna foi um marco da arte e literatura no Brasil, cujas atividades realizadas no teatro Municipal de São  Paulo em 1922 reuniram diversas apresentações , músicas, poesias, esculturas, entre outras atividades, e, trazer todo este contexto e história para Camaquã é uma forma de chamarmos a atenção  de um tema que inspira apelos e maiores investimentos no setor cultura”, destacou Dworzecki.
Autor: Tarso Ribeiro - Ascom Prefeitura de Camaquã
Seta
Versão do Sistema: 3.2.10 - 11/01/2023
Copyright Instar - 2006-2023. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia