Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Camaquã - RS e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura Municipal de Camaquã - RS
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Twitter
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
MAR
23
23 MAR 2015
Tribunal Regional do Trabalho implanta processo eletrônico em Camaquã
enviar para um amigo
receba notícias

            O Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região implantou nesta segunda-feira, 23, o Processo Judicial Eletrônico na vara de Camaquã e no Posto de São Lourenço do Sul. A cerimônia que marcou a iniciativa contou com a presença da presidente do TRT RS desembargadora Cleusa Regina Halfen, da juíza titular da Vara do Trabalho em Camaquã, Adriana Moura Fontoura, do vice-prefeito Paulo Roberto Mecca, representando o poder executivo, do presidente da OAB subseção Camaquã, Carlos Brasil, além de magistrados, servidores, advogados, procuradores e autoridades locais. “A previsão é de que, até o fim do ano, o novo sistema, já implantado em todas as Turmas do TRT desde o ano passado, esteja sendo utilizado em todas as unidades do primeiro grau”, anunciou a presidente Cleusa. 

A placa que registra a implantação do PJe-JT em Camaquã foi descerrada pela presidente do TRT-RS e pelo vice-prefeito Paulo Mecca (foto). Ao final da solenidade, o advogado Joni Mar Moreira Chaves acessou um dos primeiros processos eletrônicos ajuizados na VT. O procedimento foi acompanhado pelos presentes, em um telão.

Além de eliminar o uso do papel e garantir maior segurança à conservação dos documentos, o processo eletrônico automatiza diversos atos processuais. A celeridade é uma das principais vantagens do sistema: estima-se que o uso do PJe-JT reduza em 51% o tempo médio entre o ajuizamento e o julgamento dos processos na comparação com o meio físico. Para os advogados, o processo eletrônico diminui a necessidade de deslocamentos até as unidades judiciárias e possibilita o acesso aos autos e o peticionamento via internet, 24 horas por dia. O sistema também permite a consulta processual a partir de dispositivos móveis, como tablets e smartphones.

(Foto: Gabriela Brito)

Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia