Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Camaquã - RS
Acompanhe-nos:
Rede Social Twitter
Rede Social Facebook
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
MAR
18
18 MAR 2022
SAÚDE
Vigilância em Saúde divulga principais focos do mosquito da dengue em Camaquã
enviar para um amigo
receba notícias
Bairros Viégas, Centro e Dona Tereza são as áreas de maior risco.

O Centro de Vigilância em Saúde da Secretaria da Saúde de Camaquã divulgou, nesta sexta-feira (18), os principais focos do mosquito da dengue em Camaquã. As áreas de maior risco foram apontadas pelo Boletim Epidemiológico 1/2022 que apresentou a situação da vigilância entomológica do Aedes aegypti, bem como, a situação epidemiológica da dengue, febre de chikungunya e zika vírus.

Em 2018 foram identificadas 7 amostras positivas para Aedes Aegypti, 06 em 2019, 14 em 2020 e 20 em 2021. Já em 2022, até o final do mês de fevereiro, já foram identificados 10 endereços com foco do vetor, sendo eles nos bairros Centro, Viegas e Dona Tereza.

O Estado fechou o ano de 2021 com 16.057 casos suspeitos de dengue. Foram 10.156 casos confirmados, sendo 9.806 casos autóctones, outros 5.566 foram descartados e 58 continuam aguardando investigação. O RS teve 11 óbitos de dengue no ano de 2021.
Através do Informativo Epidemiológico de 19 de fevereiro de 2022, a Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul, por meio do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS/RS), divulgou que o Rio Grande do Sul registrou, até a Semana Epidemiológica (SE 06), 444 casos suspeitos de dengue. Dos casos registrados, 97 foram descartados e 212 continuam aguardando investigação.

Assim como no restante do país, os casos de dengue autóctones registrados no RS em 2022 apresentaram sintomatologia clássica, com prevalência de cefaleia, mialgia e febre na maioria dos casos.
O Centro de Vigilância em Saúde solicita a colaboração dos moradores para que não deixem água parada em pátios e residências para que não haja proliferação do mosquito.
Autor: Tarso Ribeiro - Ascom Prefeitura de Camaquã
Seta
Versão do Sistema: 3.2.5 - 03/08/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia